Link para página

A Filarmónica Retaxense, comemorou a Restauração da Independência de Portugal.

A Filarmónica Retaxense, comemorou a Restauração da Independência de Portugal. O desfile aconteceu pela primeira vez á seis anos, quando o feriado tinha sido tirado aos portugueses e era importante não deixar esquecer este marco da nossa história. A Filarmónica Retaxense, acompanhou este evento desde o primeiro ano, e desde à dois anos com o feriado reposto.  Esta é uma organização do Movimento 1º de dezembro, da Camara Municipal de Lisboa  da EGEAC, contando com a colaboração de algumas Camaras Municipais. E tal como a Filarmónica Retaxense, também a Camara Municipal de Castelo Branco se juntou e apoiou esta Banda desde o primeiro ano.

O Desfile faz-se ao longo da Avenida Liberdade, com muito publico a assistir, e onde as 32 Bandas Filarmónicas e Banda da Armada foram desfilando, tocando e encantando. Bandas de todo o país de norte a sul do país e ilhas. Qualidade na interpretação,  mas a nota principal fica para a enorme juventude dos quase 2000 músicos intervenientes.

Chegados á placa central dos Restauradores, os músicos aguardam o seu lugar para entrar no  momento principal do evento, quando as trinta e três bandas executam o Hino da Maria da Fonte, da Restauração e por ultimo o hino Nacional. As várias bandas apoiadas pelos seus maestros e dirigidos, como se uma Filarmónica única se tratasse pelo Maestro da Armada, Délio Gonçalves.

Mais uma tarde onde a musica e a união nacional foram as grandes vitoriosas.